Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Roberto de Mattei’ Category

Roberto de Mattei

O Concílio Vaticano II
Uma história nunca escrita

[Indíce]

Cinquenta anos volvidos sobre o concílio, o historiador Roberto de Mattei tenta recolher os dados necessários para uma história sobre o mesmo que ainda não tinha sido contada.

É esta a nova proposta da editora Caminhos Romanos.

O Concílio Ecuménico Vaticano II, o vigésimo primeiro na História da Igreja, foi inaugurado por João XXIII, a 11 de Outubro de 1962, e encerrado por Paulo VI, a 8 de Dezembro de 1965. Não obstante as expectativas e esperanças de muitos, a época que se lhe seguiu não representou para a Igreja uma “Primavera” ou um “Pentecostes”, mas, como reconheceram o próprio Paulo VI e os seus sucessores, um período de crises e dificuldades, nomeadamente nos âmbitos doutrinal e litúrgico, mas não só. Esta é uma das razões pelas quais se abriu uma viva discussão hermenêutica, na qual se inseriu, já enquanto cardeal, e sobressai hoje, a autorizada voz do Papa Bento XVI, que veio convidar a ler os textos do Concílio à luz da Tradição da Igreja.
Para o debate em curso, Roberto de Mattei oferece o contributo não do teólogo mas do historiador, através de uma rigorosa reconstrução do evento, das suas raízes e consequências, baseada sobretudo em documentos de arquivos, diários, correspondências e testemunhos daqueles que foram os seus protagonistas. Deste quadro, assim documentado e apaixonante, emerge «uma história nunca escrita» do Concílio Vaticano II, que nos ajuda a compreender não só os acontecimentos de ontem, mas também os problemas religiosos na Igreja de hoje.

Edição e encomendas:
Caminhos Romanos – Unipessoal, Lda.
Rua de Pedro Escobar, 90 r/c 4150-596 PortoTelefone e fax: 220 110 532 Telemóvel: 936 364 150e-mail: caminhos.romanos@hotmail.com
PVP: 25 € (IVA incluído)
Não cobramos portes de correio
Pagamento: – Transferência bancária (NIB: 0033 0000 4531 6998 933 05)
– Cheque à ordem de: “Caminhos Romanos”
– Envio contra reembolso

Ficha técnica:
Título original: Il Concilio Vaticano II. Una storia mai scritta

Edição: Caminhos Romanos – Unipessoal, Lda.
Rua de Pedro Escobar, 90 r/c 4150-596 Porto
Telefone e fax: 220 110 532 Telemóvel: 936 364 150
Copyrright: Caminhos Romanos
Coordenação editorial: J. N. Soares
Tradução: Maria José Figueiredo
Revisão: Nuno Manuel Castello-Branco Bastos
Depósito legal:346 747/12
ISBN: 978-989-8379-23-8
Impressão: Gráfica Maiadouro
29 de Junho 2012.

 
Roberto de Mattei nasceu em Roma, em 1948. Formou-se em Ciências Políticas na Universidade La Sapienza. Nos primeiros anos de ensino, foi assistente na Faculdade de Ciências Políticas da mesma Universidade (nomeadamente, na cátedra de História das Doutrinas Políticas, regida por Augusto Del Noce) e foi titular da cátedra de História Moderna na Faculdade de Letras da Universidade de Cassino. Actualmente, lecciona História da Igreja e do Cristianismo na Universidade Europeia de Roma, no seu departamento de Ciências Históricas, de que é o director.
Até 2011, foi vice-presidente do Conselho Nacional de Investigação de Itália, e entre 2002 e 2006, foi conselheiro do Governo italiano para as questões internacionais.
É membro dos Conselhos Directivos do Instituto Histórico Italiano para a Idade Moderna e Contemporânea e da Sociedade Geográfica Italiana. É presidente da Fundação “Lepanto”, com sede em Roma, dirige as revistas Radici Cristiane e Nova Historica e colabora com o Pontifício Comité de Ciências Históricas.
Em 2008, foi agraciado pelo Papa com a comenda da Ordem de São Gregório Magno, em reconhecimento pelos relevantes serviços prestados à Igreja.
É autor de mais de 20 livros, muitos dos quais traduzidos em diversos idiomas, incluindo o português. Com este livro, o autor recebeu o Prémio Acqui Storia 2011-secção histórico-científica, e ficou entre os cinco finalistas do Prémio Pen Club Italia, também de 2011.
O original italiano deste tomo, que agora se dá à estampa também em português, foi lançado publicamente em diversos locais, e em duas das dioceses italianas, a fazer a sua apresentação pública foram os respectivos bispos, que sobre ele falaram ao lado do autor.

«O longo cortejo dos Padres Conciliares saiu da Porta de Bronze, atravessou obliquamente a Praça de São Pedro, subiu a escada e avançou lentamente para dentro da Basílica, repleta de fiéis. À frente, iam os superiores das ordens religiosas, os abades gerais e os prelados nullius; vinham depois os bispos, os arcebispos, os patriarcas, os cardeais, e, por último, em cadeira gestatória e por entre os aplausos da multidão, João XXIII.
Enquanto o cortejo dos padres avançava solenemente, os cantores entoavam o Credo e depois o Magnificat. (…) A presença do Vigário de Cristo e dos sucessores dos Apóstolos no quadro incomparável da Basílica de São Pedro fez daquela cerimónia um espectáculo único no mundo. Nunca como naquele momento manifestou a Igreja Católica o seu carácter universal e hierárquico. Neste evento, a Igreja realizava o mandato divino de anunciar o Evangelho a todas as gentes (Mt 28, 19).»

* * *
«A história do Concílio está, pois, por escrever, ou pelo menos por completar. É neste sentido que eu proponho uma história do Concílio “nunca escrita”, não tanto pela novidade dos testemunhos e dos episódios que nela emergem, quanto pela novidade da reconstrução e da interpretação dos factos que apresento. O verdadeiro historiador não é, nem o investigador que “desencanta” novos documentos, nem o “cronista” que acumula documentos já conhecidos; é aquele que, com base na documentação, pública ou inédita, que tem à sua disposição, é capaz de a ordenar, de a compreender, de a narrar, enquadrando os factos numa filosofia da história que, para o historiador católico, é, antes de mais, uma teologia da história.»
Roberto de Mattei

Read Full Post »